Bilbioterapia: Leitura terapêutica

 

“A leitura engrandece a alma”, escreveu uma vez Voltaire. A frase do pensador iluminista mostra o potencial do livro para agregar conhecimento, abrir portas para a imaginação e servir de refúgio para os problemas diários. Entusiastas de biblioteca defendem que ler tem poderes mágicos e pode ajudar a curar. A realidade não está muito longe disso. Médicos e psicólogos indicam a leitura para aliviar sintomas de diversas patologias. A prática recebe o nome de biblioterapia clínica, definida como a recomendação de livros para aliviar angústias pessoais, estimular emoções, promover o diálogo e ajudar pessoas com insônia. Continuar lendo

12 dicas que facilitam o hábito da leitura

Em primeiro lugar, busque o prazer de ler: ainda que seja uma leitura densa, dolorosa e triste, há prazer em compartilhar esses sentimentos todos em comunhão artística com o autor e os outros leitores. Descubra como ter a leitura como objetivo e manter o seu prazer.

Tenha sempre um livro consigo: sempre surge a oportunidade de avançar na leitura de um livro, seja na fila do banco, no ônibus ou em algum outro momento inesperado. Atenção: não vá se tornar uma pessoa anti-social. Às vezes uma boa conversa pode ser melhor para passar o tempo. Para esse item, prefira livros pequenos, fáceis de carregar. Continuar lendo

Conheça a GoBooks, a “Biblioteca” Universitária

O empreendedor Marcus Teixeira, de 24 anos, viveu uma situação clássica entre os estudantes universitários: ao longo do curso, se viu às voltas com a falta de dinheiro para comprar alguns livros e, ao terminar a graduação em Relações Internacionais, em meados de 2012, concluiu que muitas das publicações que adquiriu tratavam de assuntos com os quais não pretendia mais lidar na sua vida profissional.

Esse gasto desnecessário ficou martelando na cabeça de Teixeira até se transformar na premissa para o desenvolvimento de um negócio poucos meses depois. Ex-funcionário da aceleradora carioca 21212, Teixeira mergulhou no mundo do empreendedorismo, conheceu no local de trabalho seu futuro sócio – o engenheiro da computação Vitor Oliveira, 26 anos –, e identificou uma oportunidade no mercado para criar uma empresa de aluguel de livros universitários. Continuar lendo