Qual a importância de realizar a análise de dados do inventário?

análise de dados rfid rtls gestão inventário estoque

A análise de dados de um inventário é imprescindível para o sucesso do seu negócio, e mantê-lo atualizado auxilia na eficiência que todo empreendedor busca. As vantagens vão desde os ganhos financeiros até os benefícios da sua relação com o cliente.

Por ser uma área de grande relevância para a empresa, o inventário é o responsável por fazer o levantamento de todas as mercadorias que estão no estoque da companhia. Dessa forma, para que ocorra uma boa gestão, a análise desse setor não deve, de forma alguma, ser negligenciada pelos gestores.

Pensando nisso, preparamos este post para que você conheça a importância de realizar a análise de dados do inventário. Então, continue lendo e confira!

Evite o desperdício com a análise de dados

Uma das principais funções da análise de dados de um inventário é evitar possíveis desperdícios em todos os níveis da empresa. Não há sentido em estocar volumosas quantidades de algum produto se sua demanda for pequena. Assim, com uma análise prévia, é possível evitar que isso aconteça e o gerenciamento do estoque será mais acurado.

Os recursos voltados para um produto que não está sendo vendido poderão ser destinados a outros setores, como marketing ou planejamento, resultando em um possível crescimento do negócio.

Assim, tendo um inventário enxuto, eficiente e acurado, você pode reduzir o esforço de funcionários em re-trabalhos, recontagem. Os processos de envio das mercadorias também ficam mais eficientes, visto que haverá uma menor quantidade de itens em estoque contudo atendendo plenamente a demanda do momento.

Reduza a perda de vendas

Esse é um erro que não se deve cometer. Perder vendas por causa da falta de controle de estoque acontece quando existe uma demanda de clientes que deseja um produto, mas ele não está disponível em estoque. Isso pode ser evitado com uma análise prévia, a fim de melhorar o controle sobre o seu inventário.

Quando você conhece a demanda mensal  da sua empresa ou outros períodos, poderá planejar o seu estoque com melhor precisão, mantendo um inventário enxuto mais próximo possível do “just-in-time”, mas que tenha sempre os produtos que seus clientes consomem.

Da mesma maneira, com o controle preciso e acurado, você conhece perfeitamente quais são os produtos que tem em estoque e não permitirá a perda de uma venda por imprecisão no controle do inventário. Sem falar que um cliente que tem sua demanda atendida fica propenso a comprar mais por complementariedade.

Identifique os problemas

Com a análise prévia do seu inventário, é possível manter o controle e identificar algum erro pré-existente. Problemas tais como: em pedidos de algum cliente, os errados, empacotamentos que possam causar alguma avaria nas mercadorias, tudo isso são exemplos de erros que podem ser evitados.

Assim, em vez de esperar que isso aconteça, com a análise dos dados você identifica antecipadamente o problema atuando para  resolver  e atua de forma a corrigir eventual falha evitando assim que possam ocorrer custos desnecessários para seu negócio.

Além disso, esse controle de inventário ajuda a melhorar o relacionamento com o cliente, por meio do atendimento, evitando ou resolvendo problemas de entrega e empacotamento.

Use a tecnologia a favor do seu negócio

A gestão de estoque é aprimorada com o uso da tecnologia, melhorando a tomada de decisões e identificando claramente quais produtos possam estar em falta, danificados ou vencidos, além de mostrar a importância de cada tipo de produto para o seu estoque.

Existem vários meios tecnológicos que auxiliam na análise de dados do seu inventário, como a tecnologia RFID, que, com auxílio de um software de ponta no controle de estoque com recurso big data onde é possível fazer a análise de  uma quantidade maciça de dados coletados, compilar e tratar estas informações criando um cenário real do seu negócio. Com o emprego de ferramentas analíticas que farão uma analise do que aconteceu (descritiva) – porque aconteceu (analítica) – o que acontecerá (preditiva) – e mais importante, como pode fazer para que aconteça! (prescritiva)

E você, já fez a análise de dados do seu inventário? Aproveite e confira mais um de nossos posts: Os 4 pecados capitais da gestão de estoque!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *