Saques via RFID são mais seguros que cartão

O avanço da tecnologia de transmissão de dados via Rádio Frequência (RFID), já permite que usuários dos caixas eletrônicos no exterior, os famosos ATMs, que os saques e serviços sejam feitos usando apenas a função NFC do celular do usuário.

O que é o RFID

Sua composição se resume, basicamente, a uma antena, um transceptor e um transponder ou etiqueta de RF. O transceptor faz a leitura do sinal e transfere os dados para um dispositivo leitor, enquanto o transponder ou etiqueta contém o circuito de informações a ser transmitido. Já a antena repassa a informação para o leitor, que converte as ondas de rádio do RFID para informações digitais. Depois de convertidas, então, elas podem ser lidas e tratadas por um computador. Continuar lendo

Transações via NFC devem dobrar até 2020

A empresa de pesquisa de tecnologia Research and Markets lançou um novo relatório sobre o mercado internacional de transações NFC.

O relatório prevê que o mercado global dessas transações irá crescer 55,23% durante o período 2016-2020.

O relatório foi elaborado com base em uma análise aprofundada do mercado e com contribuições de especialistas do setor. O relatório cobre a abrangência do mercado e suas perspectivas de crescimento nos próximos anos. Também inclui uma discussão dos principais fornecedores que operam neste mercado. Continuar lendo

Check-in via RFID já é realidade.

Sistema da indiana SpiceJet permite aos passageiros receber cartão de embarque logo que chegam ao aeroporto ou ao tocar o telefone em etiquetas RFID

Em um esforço para reduzir o tempo de espera dos passageiros, a companhia aérea indiana lançou um sistema de check-in automatizado que usa tecnologias de identificação por radiofrequência (RFID) como Bluetooth Low Energy (BLE) e Near Field Communication (NFC).

A solução permite aos passageiros fazer check-in para voos via aplicativo de smartphone. A companhia aérea está agora em negociações com outros aeroportos para expandir o sistema. Continuar lendo

Mais controle e segurança nas pistas com a tecnologia RFID.

A Federação Internacional de Automobilismo está usando RFID em uniformes de corrida que podem ser autenticados por um aplicativo de smartphone

Várias equipes que competem em campeonatos da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) começaram a usar um sistema baseado em RFID, para autenticar os uniformes de corrida adidas Climacool. Desde então, a empresa responsável costura etiquetas Near Field Communication (NFC) em todas essas roupas. A empresa planeja incorporar os transponders em outros produtos que distribui, de forma a permitir que a FIA autentique carros de corrida e pilotos, garantindo que os uniformes, botas e capacetes são autorizadas para uso nas corridas. Continuar lendo